Tudo sobre inovação na advocacia

Projeto Exame de Ordem | Cursos Online

Por Luciano Martins

A advocacia é uma das profissões mais tradicionais do mercado. Justamente por isso, muitos advogados já se acostumaram com as habituais estratégias, seja na hora de se consolidar perante seus concorrentes, seja na hora de prospectar novos clientes.

Para muitos profissionais da área, apenas a construção de uma boa reputação era suficiente para ter sucesso na advocacia. Assim, não existia a necessidade de buscar novos meios para se destacar. Porém, essa realidade vem mudando. Hoje, além de ser um profissional confiável e com notáveis conhecimentos no Direito, o advogado precisa oferecer soluções efetivas ao seu cliente, mostrando resultados e qualidade nos serviços jurídicos que presta.

Com o aumento da concorrência somado à popularização da tecnologia, não só o modo de prestar serviços jurídicos mudou, como a forma de interagir com clientes e potenciais clientes vem se transformando de forma drástica.

Assim, advogados que querem sobreviver a um mercado cada dia mais competitivo precisam saber como inovar. Para ajudar você nessa tarefa, separamos algumas dicas e ferramentas que ajudam o profissional a atuar com mais inovação na advocacia, promovendo assim, mais presença no mercado e muito mais resultados!

Se você anda preocupado em promover e prestar seus serviços jurídicos de forma inovadora e mais eficaz, esse conteúdo é para você!

Marketing jurídico: inovação na advocacia no meio digital

Hoje, cada vez mais as pessoas utilizam a internet para encontrar produtos e serviços. Com a advocacia, isso não é diferente. Por isso, construir uma boa presença online e contar com uma boa estratégia de marketing jurídico digital tornou-se essencial, além de ser uma forma inovadora de promover seus serviços jurídicos.

Apesar do marketing jurídico digital ser uma ferramenta extremamente eficaz no mercado da advocacia, o advogado precisa utilizá-la de forma atenta e estratégica, observando os limites do Código de Ética da OAB. Como os profissionais já sabem, a advocacia não é um serviço mercantil, assim, a forma de promover os serviços jurídicos no meio online deve ser feita diferentemente das estratégias tradicionais do marketing.

Para inovar no marketing jurídico e utilizar a internet como uma boa ferramenta, o advogado deve investir em um conteúdo de qualidade, visando responder às principais dores e dúvidas do seu público alvo. Através do conteúdo, o advogado deve mostrar ao seu público que é uma autoridade e conhece boas ferramentas do Direito para auxiliar seu cliente.

Estudar seu público também é algo fundamental para inovar. Infelizmente, muitos advogados se preocupam demasiadamente com a concorrência na hora de gerar conteúdo e se esquecem de ouvir quem realmente interessa, ou seja, seu cliente.

Oferecer informação clara em uma linguagem acessível é outra questão que deve ser trabalhada por advogados que querem inovação na advocacia, através do marketing jurídico digital. Infelizmente, muitos profissionais ainda se apegam ao chamado “juridiquês” como forma de mostrar conhecimento e domínio sobre o Direito. Porém, cada vez mais, os clientes não aceitam pagar por um serviço que não compreender. A boa comunicação também é o primeiro passo para promover uma relação de confiança com o advogado. Assim, invista em clareza e objetividade.

Para quem ainda acredita que um cartão de visitas e uma boa reputação bastam para construir uma bela cartela de clientes, esse é o momento de buscar novas estratégias e inovar. Sem dúvida, usando os canais e a linguagem certa, seu escritório pode ser mais facilmente localizado pelos seus potenciais clientes. Além disso, eles saberão que podem confiar nos seus serviços seja pela sua apresentação, seja pela linguagem adequada utilizada no meio online.

Formas alternativas de atendimento: saiba como alcançar mais e mais clientes

Quais são as formas de atendimento que você utiliza no seu escritório? Telefone? E-mail? Reuniões?

Com o objetivo inovar e trazer mais opções ao cliente, muitos escritórios vêm utilizando novas ferramentas, fazendo com que o atendimento se torne bem mais acessível. O WhatsApp e o Chat Bot são as principais alternativas que vem ganhando espaço no universo jurídico, gerando inovação na advocacia e mais acessibilidade ao cliente.

WhatsApp

Os aplicativos de comunicação instantânea, como o WhatsApp vem transformando a comunicação entre pessoas. Além de afetar os relacionamentos interpessoais, o aplicativo também vem trazendo mudanças para os relacionamentos profissionais.

Embora se trate de uma ferramenta ágil, barata e prática, o aplicativo deve ser usado pelos advogados com a observação de alguns limites do Código de Ética. Estabelecer regras de uso junto aos clientes também é uma boa dica para quem quer evitar desgastes na relação e desrespeito ao horário de atendimento do profissional.

O advogado não é obrigado a utilizar o WhatsApp, por isso, fica a seu critério adotar essa ferramenta para o atendimento de seus clientes. Porém, ao utilizá-lo para atendimentos, é imprescindível que o advogado saiba (bem como informe o seu cliente) que a prestação de serviços por qualquer meio de comunicação deve ser cobrada.

O envio de propaganda ou qualquer espécie de mala direta também é proibido. Portanto, muito cuidado ao realizar ações de marketing jurídico realizando a ferramenta. Dependendo de como o advogado utiliza o seu conteúdo, isso pode ser mal interpretado, trazendo consequências negativas para o escritório.

Chat Bot

O Chat Bot nada mais é do que um “robô de atendimento”, que oferece atendimento automatizado em sites. Esse tipo de ferramenta tem como principal finalidade agilizar o atendimento de chamadas recorrentes, que em geral, contam com um padrão e podem ser facilmente resolvidas.

Dependendo do perfil da clientela e do modelo de negócios do seu escritório, utilizar um Chat Bot pode ser uma excelente forma de alcançar mais clientes e aprimorar o seu atendimento. Para escritórios que atuam no contencioso de massa, por exemplo, ou mesmo em processos com temas frequentes, como é o caso do Direito do Consumidor, o uso do Chat Bot pode ser uma ótima alternativa de se conectar a mais clientes e prospectar de forma mais eficiente.

O bom atendimento deve ser objeto de preocupação de todo escritório de advocacia. Afinal, como a maioria dos clientes é leigo em Direito, muitos avaliam a contratação de um escritório principalmente pela qualidade do atendimento oferecida.

Além disso, a advocacia é uma profissão que lida com responsabilidades e causas fundamentais aos seus clientes, logo, prestar o atendimento de forma profissional e eficiente é uma condição para que o cliente permaneça fiel e confie nos seus serviços.

Ao escolher uma ferramenta alternativa de atendimento, o advogado deve estar atento à essas premissas para não perder a confiança do cliente e, da mesma forma, prestar seus serviços de forma eficiente.

Automação jurídica: o que é e porque investir?

Todo escritório conta com uma série de tarefas de suporte que servem para subsidiar os serviços jurídicos. Busca de publicações nos Diários Oficiais, acompanhamento de processos junto aos sites dos Tribunais, elaboração de relatórios, são apenas alguns exemplos. Essas atividades suporte, embora elas tenham sua relevância, podem acabar consumindo mais tempo e recursos da banca, caso não haja uma administração eficiente.

Dentro desse cenário surgiu o conceito de “automação jurídica”. Automação jurídica nada mais é do que a automatização dessas atividades, visando trazer mais eficiência e tempo para o cotidiano dos escritórios de advocacia. Ao contrário do que muitos advogados pensam, investir em automação não significa adotar softwares jurídicos ou outras ferramentas tecnológicas, como espaço digital para o armazenamento de documentos, por exemplo. A automação jurídica é na verdade um conceito mais extenso, que contempla todos os processos do escritório, em todos os seus setores, buscando otimizar as atividades como um todo.

Mais do que adotar ferramentas, propriamente, a automação tem um conteúdo de inteligência. Isso significa que adquirir um software, mas não adequar as rotinas do escritório e sua equipe a ele, equivale a desperdiçar recursos. Por isso, para que essas ferramentas tragam a otimização e os benefícios prometidos, é necessário avaliar o modus operandi do escritório, alinhando as ferramentas às rotinas já consolidadas pela banca.

Aderir à automatização jurídica significa não apenas inovar na advocacia, como também, atender uma necessidade cada dia mais premente do setor. Nunca em outro tempo o advogado precisou ser tão eficiente e ágil. Com um mercado com cerca de 1 milhão de profissionais é preciso prestar serviços de forma eficaz, caso contrário, a chances de perder seu cliente para um concorrente são bastante altas.

Gestão de documentos e cloud computing trazem inovação na advocacia

O excesso de documentos é um problema bastante comum aos escritórios de advocacia. Afinal, os documentos são a base de muitos serviços jurídicos. Para evitar o acumulo, minimizar o risco de extravio, facilitar a localização e evitar que informações importantes parem nas mãos de pessoas erradas, muitos escritórios vêm buscando a digitalização como solução para organizar seus documentos.

De fato, a digitalização é uma forma de inovar na advocacia e trazer mais organização e eficiência para o dia a dia do escritório. Porém, quando ela é feita de forma aleatória, ou seja, sem ser acompanhada de uma boa gestão de documentos, a chance de não gerar efeitos é enorme. Transferir a desorganização para o meio digital não significa resolver um problema. Logo, além de ser feita de forma criteriosa, o advogado precisa investir em ferramentas complementares que auxiliem na localização e acesso aos documentos.

Além de utilizar bons critérios na hora de organizar a documentação, o advogado deve apostar em soluções de armazenamento, que possibilitam a acessibilidade prática, rápida e funcional.

Na hora de armazenar documentos, uma das melhores ferramentas para os escritórios de advocacia é o cloud computing. A computação na nuvem, como também é conhecida, é uma tecnologia que permite o armazenamento de dados e informações, sem que seja necessário investir em hardwares. Além de ser mais em conta, esse sistema possibilita que qualquer advogado possa acessar documentos, tanto simultaneamente como de forma remota, garantindo mais agilidade eficiência no seu dia a dia.

Imagine se no meio de uma reunião um cliente faz uma pergunta relevante, porém, o advogado não tem o documento certo para checar a resposta? Com a computação na nuvem, é possível ter acesso à informações e documentos utilizando um simples smartphone, o que faz com que a prestação de serviços jurídicos seja muito mais efetiva.

O armazenamento na nuvem, além de seguro, é customizável e pode ser utilizado por diferentes escritórios com os mais diversos perfis.

Além de promover a inovação na advocacia, o cloud computing vem trazendo resultados extremamente positivos já que o excesso de documentos e a gestão deles vem se transformando em uma questão comum aos mais diferentes tipos de escritórios.

Segurança da informação: mantenha seu escritório seguro

Escritórios que já possuem um sistema próprio ou mesmo contam com um software jurídico sabem os transtornos que uma simples falha do no sistema pode causar. Agora imagine ver seu sistema invadido por um hacker, que não apenas bloqueia o acesso a todos os seus dados, como também exige um resgate para liberá-los? Pode parecer distante da realidade de muitos advogados, porém, uma onda de ataques de ransomwares em 2017 causou inúmeros problemas mundo a fora. E, seu escritório, também não escapa da mira dos chamados cyber criminosos.

Muitos escritórios não possuem cuidados básicos com a segurança de seus dados. E isso pode trazer problemas sérios à banca. Além de buscar softwares jurídicos com protocolos de segurança bem definidos, é importante definir políticas junto aos membros do escritório para que minimizar os riscos de ataques.

A maioria dos problemas relacionados à invasão de hackers, vírus e malwares se dá por ação dos próprios usuários. Assim, abrir links desconhecidos, fazer o download de arquivos duvidosos e acessar dados da empresa em redes de wi-fi não seguras devem ser práticas combatidas pelo escritório, visando sempre a proteção dos dados.

O escritório também deve investir em um certificado HTTPS, um protocolo que oferece segurança real aos dados transmitidos. Esse tipo de certificado, além de ser útil para a segurança da informação, é fundamental para melhorar o SEO (Search Engine Optimization) do seu site, facilitando que ele seja encontrado pelos seus clientes nos principais buscadores.

A questão da segurança da informação se assemelha bastante a uma batalha de tecnologia. Enquanto hackers e desenvolvedores criam formas cada vez mais inteligentes de invadir dados, técnicos de TI desenvolvem antídotos tecnológicos e maneiras para evita-los. Hoje, contudo, a tecnologia vem avançando tanto que o campo da segurança da informação tornou-se bastante específico. Por isso é necessário inovar na advocacia não apenas nos serviços jurídicos, mas também na hora de proteger os dados do seu escritório.

Hoje, dificilmente um escritório, mesmo com uma boa equipe de TI consegue dar conta do monitoramento da rede e da criação de estratégias para proteger os dados da sua empresa. Assim, além de adquirir produtos confiáveis, como softwares que possuam um real protocolo de segurança, também é importante pensar em uma assessoria de TI voltada à segurança da informação.

Blindar seu sistema e proteger os dados do escritório e de seus clientes não é apenas uma forma de inovar, como também, de garantir informações relevantes não parem nas mãos de pessoas erradas, ou ainda, o escritório fique totalmente paralisado pela ação de um hacker.

Software jurídicos: nem todas as ferramentas são iguais

Sim, dizer que adotar um software jurídico é uma forma de inovar na advocacia existe um certo exagero. Afinal, esse tipo de ferramenta já é bastante conhecida nos escritórios e muitos advogados já utilizam os softwares jurídicos no seu dia a dia. Porém, nunca é demais lembrar que nem todas as ferramentas são iguais. Isso significa que existem muitos softwares no mercado, mas nem todos acompanharam a evolução do setor e as necessidades do advogado.

Conhecer as funcionalidades de cada software e buscar ferramentas que efetivamente trazem inovação na advocacia. Por isso, para quem quer inovar, é fundamental conhecer quais são os principais softwares do mercado, quais são suas funcionalidades e como eles podem beneficiar seu escritório de forma inovadora, trazendo mais agilidade e praticidade para os seus serviços jurídicos.

Inovação na advocacia: é tempo de investir

Embora sim, a advocacia seja uma das profissões mais tradicionais do mercado, a verdade é que poucas áreas sofreram tantas transformações quanto o universo jurídico. Basta ter a noção de que há menos de dez anos atrás, muitos advogados faziam o controle de seus processos por meio de fichas de andamento preenchidas à mão e a busca nos Diários Oficiais era feita diariamente, por meio da localização e dos recortes das publicações.

Hoje o advogado precisa lidar com a realidade do processo eletrônico, além de uma altíssima concorrência, jamais experimentada em outros tempos da profissão. Assim, buscar a inovação na advocacia como uma alternativa para se destacar no mercado é uma excelente estratégia e que pode trazer ótimos resultados para muitos escritórios.

A inovação também é um ótimo recurso para trazer mais agilidade e praticidade para o dia a dia do advogado. Hoje, não é incomum ver profissionais sobrecarregados com tantas tarefas que envolvem a gestão de um escritório de advocacia. Logo, investir em inovação na advocacia significa benefícios tanto internos quanto externos para a sua banca. É tempo de deixar os velhos métodos que construíram muitas bases do mercado do Direito. Sem deixar a qualidade e a excelência de lado, obviamente, o retorno e os benefícios são certos para qualquer escritório de advocacia.

Fonte: Migalhas

 Estude conosco e tenha a melhor preparação para a 1ª e 2ª fases do XXV Exame de Ordem!
matricule-se 3

O Gran Cursos Online desenvolveu o Projeto Exame de Ordem focado na aprovação dos bacharéis em Direito no Exame Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil. A renomada equipe de professores, formada por mestres, doutores, delegados, defensores públicos, promotores de justiça e especialistas em Direito, preparou um método online que dará o apoio necessário para o estudante se preparar e conseguir a aprovação. O curso proporciona ao candidato uma preparação efetiva por meio de videoaulas com abordagem teórica, confecção de peças jurídicas e resolução de questões subjetivas. É a oportunidade ideal para aqueles que buscam uma preparação completa e a tão sonhada carteira vermelha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *